10 milhões de novas casas... na China

A China vai investir US$ 200 bilhões na construção de 10 milhões de casas populares neste ano, afirmou ontem o vice-ministro de Habitação e Desenvolvimento Urbano-Rural, Qi Ji.

O valor correspondente a um terço do pacote de estímulo anunciado por Pequim no fim de 2008, depois da explosão da crise financeira global, e levou a níveis recordes as ações de fabricantes de cimento negociadas ontem na Bolsa de Hong Kong.

O programa habitacional também deverá manter aquecida a demanda chinesa por minério de ferro, matéria-prima do aço e principal produto de exportação do Brasil para o país asiático no ano passado.

A forte e persistente alta no preço dos imóveis se transformou no principal problema social da China ao lado da inflação. Famílias da emergente classe média enfrentam dificuldades crescentes para comprar apartamentos ou casas, sonho ainda mais distante da massa de chineses de baixa renda.

Leia mais

Comentários