Brasília terá o primeiro bairro ecológico brasileiro

Segundo a Terracap, responsável  pelas projeções do Setor Noroeste, os seis pavimentos residenciais serão abastecidos com energia solar e gás natural e as águas das chuvas serão captadas por uma rede pluvial e levadas até os grandes tanques, onde ficarão armazenadas formando os lagos artificiais do Parque Burle Marx.
Outra inovação será as redes de canalização, que captam o lixo dos prédios por meio de um sistema de pressurização e o leva até galerias de armazenamento, de onde segue para reciclagem e tratamento.
Além disso, haverá o máximo de aproveitamento de luz natural nos edifícios e a utilização de ventilação natural. As ruas serão largas, seguras e haverá transporte público em todas as vias do novo setor, amplos estacionamentos, ciclovias, pistas de cooper e muitos jardins. Toda a infraestrutura será implantada simultaneamente à construção dos prédios.
Já os dois pavimentos comerciais serão térreos com lojas e garagem no subsolo. Diferente do Sudoeste, no Setor Noroeste todos os prédios comerciais deverão ter vagas de garagem no subsolo, não haverá lojas no subsolo, as lojas terão pé direito de 5,5 metros e todas ficarão visíveis - não haverá lojas de fundos (outro diferencial).

Leia mais

Comentários