Questão imobiliária azedou fusão Casas Bahia, Pão de Açúcar

A descoberta de que a mesada de R$ 130 milhões referente ao aluguel dos imóveis da Casas Bahia, nem bem foi combinada, simplesmente evaporou do contrato de fusão rasgou a boa-fé dos Klein.

Esse quesito é que fazia boa parte do mercado considerar que o negócio tinha sido mais favorável aos Klein do que ao Pão de Açúcar, não obstante o impacto positivo sobre o valuation do grupo de Abílio Diniz.

Uma fonte próxima dos Klein confirma que eles só fecharam o negócio devido à garantia de se tornarem donos de uma grande imobiliária.


Comentários

Anônimo disse…
Seu blog é muito criativo! Informações relevantes e fáceis de serem lidas! Parabéns!

Higenildo Santana
higenildo@mix22.com
www.mix22.com