Motociclo futurista brasileiro para o trânsito mundial







Baseando-se em conhecimentos do sistema psicomotor humano, Andrei França criou o Noah. Para a criação deste motociclo compacto, o designer brasileiro buscou inspiração nos populares Segway, e na forma como estes consistem numa rede inteligente de sensores, mecanismos e sistemas de controlo que estudam as mudanças no terreno e a posição do corpo do condutor de forma continuada.

À primeira vista pode parecer um monociclo, mas este veículo de alta performance possui na verdade duas rodas, montadas em paralelo, as quais se podem mover independentemente.

Com um assento na sua parte superior e dois apoios para os pés, a posição corporal do utilizador é semelhante à de um condutor de um motociclo comum.

O Noah funciona apenas com impulsos eléctricos alimentados pelas suas baterias de lítio, e usa os movimentos do condutor para controlar a aceleração e o travão, bem como para virar, dispensando pedais ou quaisquer botões.
Para este efeito foi utilizada a tecnologia apoiada no princípio biomecânico do equilíbrio giroscópico – a mesma empregue no Segway – que possibilita ao veículo um auto-equilíbrio e uma resposta quase imediata ao movimento corporal do utilizador.

Comentários