Memória de Belém: Largo da Pólvora


A esquina é a mesma. Serzedelo com Nazaré, ou estrada de Nazareth, como era chamada em 1913. A frente o largo da pólvora que virou a Praça da República.

Muito antes dos camelôs e artezãos, a praça tinha aspécto bucólico, nua metrópole pós-borracha. mas já com bondes elétricos que chegou por aqui ao mesmo temo que Rio ( a capital brasileira de então) e de São Paulo, que despontava como metrópole.
Na foto de cima, o Theatro da Paz ao fundo, e o gradio do IEP do lado esquerdo.

Na foto de baixo, a casa da linguagém, na Nazaré com Assis de Vasconcelos. A direita a loja que vendia vinhos, no terreno hoje ocupado pelo Ed. Manoel Pinto da Silva.

Comentários